O escândalo da mente evangélica, de Mark A. Noll, é um livro publicado em 1994 que discute a relação entre o evangelicalismo e o pensamento crítico. Noll argumenta que o evangelicalismo, apesar de sua forte presença nos Estados Unidos, tem uma história de desinteresse pela cultura intelectual. Ele chama essa situação de “escândalo”, pois acredita que os evangélicos deveriam estar mais envolvidos na discussão de questões importantes da sociedade.

Noll começa seu livro traçando a história do evangelicalismo nos Estados Unidos. Ele observa que o movimento teve origem no século 18, quando um grupo de protestantes se separou da Igreja Episcopal por discordar de suas doutrinas. Esses evangélicos enfatizavam a importância da experiência pessoal com Deus, da Bíblia como a única fonte de autoridade religiosa e da salvação pela graça.

O autor afirma que o evangelicalismo floresceu nos Estados Unidos durante o século 19. Nesse período, os evangélicos foram responsáveis por importantes avanços na educação, na filantropia e na missão. No entanto, Noll também observa que o movimento começou a se afastar da cultura intelectual.

Noll argumenta que esse afastamento foi causado por uma série de fatores. Um fator foi a ascensão do fundamentalismo no início do século 20. Os fundamentalistas rejeitavam a ciência moderna e a crítica bíblica, o que os levou a se isolar do mundo acadêmico. Outro fator que contribuiu para o afastamento do evangelicalismo da cultura intelectual foi o crescimento da televisão. A televisão tornou-se o principal meio de comunicação dos evangélicos, e ela frequentemente se concentra em questões de entretenimento e aconselhamento espiritual.

Ele conclui seu livro argumentando que o evangelicalismo precisa se reconectar com a cultura intelectual. Ele acredita que os evangélicos precisam estar preparados para discutir questões importantes da sociedade, como a política, a ciência e a cultura.

Avaliação

O escândalo da mente evangélica é um livro importante que oferece uma visão crítica do evangelicalismo nos Estados Unidos. Noll apresenta argumentos convincentes de que o movimento precisa se envolver mais na cultura intelectual.

O livro é bem escrito e informativo. Noll apresenta uma vasta pesquisa histórica e cultural. Ele também é capaz de articular seus argumentos de forma clara e concisa.

Recomendações

O escândalo da mente evangélica é um livro recomendado para todos os interessados no evangelicalismo. Ele é um texto essencial para quem deseja entender o movimento e suas implicações para a sociedade.

O livro também é recomendado para pessoas que desejam refletir sobre a relação entre fé e cultura. Noll oferece uma perspectiva desafiadora sobre a importância do pensamento crítico para os cristãos.

Por: Adauto Santos, teólogo e Professor.

Enviar Dúvidas ou Comentários