Relacionamentos Espirituais Intencionais
Autor: John Mark Comer

Editora: Thomas Nelson
Ano: 2019
Páginas: 224

Resumo

No livro Relacionamentos Espirituais Intencionais, John Mark Comer discute a importância dos relacionamentos para o crescimento espiritual. Ele argumenta que os relacionamentos são essenciais para nossa formação como discípulos de Jesus Cristo, pois nos ajudam a aprender, crescer e amar.

Comer começa o livro definindo o que ele entende por “relacionamentos espirituais intencionais”. Ele os descreve como relacionamentos que são baseados no amor, na confiança e na comunhão com Deus. Esses relacionamentos são caracterizados por uma comunicação aberta e honesta, um compromisso mútuo de crescimento e um desejo de servir uns aos outros.

O autor então explora os benefícios dos relacionamentos espirituais intencionais. Ele afirma que esses relacionamentos nos ajudam a:

  • Aprender mais sobre Deus e sua Palavra
  • Crescer em nossa fé e maturidade espiritual
  • Desenvolver nosso caráter cristão
  • Experimentar o amor de Deus de uma forma mais profunda

Comer fornece várias dicas práticas para construir relacionamentos espirituais intencionais. Ele sugere que devemos:

  • Escolher com cuidado com quem nos relacionamos
  • Dedicar tempo e atenção aos nossos relacionamentos
  • Ser honestos e vulneráveis uns com os outros
  • Orar uns pelos outros

O livro termina com um chamado à ação. Comer desafia os leitores a se comprometerem a construir relacionamentos espirituais intencionais. Ele afirma que esses relacionamentos são essenciais para nossa vida cristã.

Considerações

Relacionamentos Espirituais Intencionais é um livro bem escrito e informativo. Comer apresenta uma visão bíblica e prática sobre a importância dos relacionamentos para o crescimento espiritual.

O livro é dividido em três partes. A primeira parte fornece uma definição de relacionamentos espirituais intencionais e explora seus benefícios. A segunda parte discute os desafios de construir esses relacionamentos e fornece dicas práticas para superá-los. A terceira parte é um chamado à ação para os leitores se comprometerem a construir relacionamentos espirituais intencionais.

Comer apresenta uma série de insights valiosos sobre a importância dos relacionamentos para o crescimento espiritual. Ele afirma que os relacionamentos são essenciais para nossa formação como discípulos de Jesus Cristo, pois nos ajudam a aprender, crescer e amar.

O livro é recomendado para todos os cristãos que desejam crescer em sua fé e maturidade espiritual.

Recomendações

  • Relacionamentos Intencionais, de Gary Chapman
  • O Discipulado de Jesus, de Timothy Keller
  • O Caminho do Discipulado, de Dietrich Bonhoeffer

Referências bibliográficas

Comer, John Mark. Relacionamentos Espirituais Intencionais. Thomas Nelson, 2019.
Chapman, Gary. Relacionamentos Intencionais. Editora Vida, 2016.
Keller, Timothy. O Discipulado de Jesus. Editora Vida, 2012.
Bonhoeffer, Dietrich. O Caminho do Discipulado. Editora Mundo Cristão, 2013.

Ainda sobre esse mesmo tema, segue um resumo de um vídeo disponível no Youtube: https://youtu.be/t79AEMXjKbs?si=O-phPMmX8jhXEAJS

Resumo do vídeo [00:00:00]1 – [00:30:26]2:

Parte 1 do vídeo fala sobre a importância dos relacionamentos intencionais na vida cristã, baseado em 1 João 4.7-12. O autor explica que o amor a Deus e ao próximo são duas dimensões essenciais da fé cristã, e que devemos seguir o exemplo de Deus, que nos amou primeiro e enviou seu Filho para nos salvar.

Destaques:

  • [00:02:07]3 A cruz como símbolo do amor vertical e horizontal
    • Devemos amar a Deus sobre todas as coisas
    • Devemos amar o próximo como a nós mesmos
    • Jesus resumiu os dez mandamentos em dois
  • [00:04:04]4 Os mandamentos mútuos de reciprocidade no Novo Testamento
    • São 40 ocorrências que usam a expressão “uns aos outros”
    • Mostram a importância de se preocupar com as pessoas
    • Refletem o princípio de que não é bom viver sozinho
  • [00:10:10]5 A mudança de João, o filho do trovão, para o apóstolo do amor
    • João era explosivo e intolerante com quem rejeitava Jesus
    • Anos mais tarde, ele escreve sobre a necessidade de amar uns aos outros
    • A vida o ensinou que o amor não é uma sugestão, mas uma tarefa
  • [00:15:35]6 O amor de Deus como fonte, essência e exemplo do nosso amor
    • O amor procede de Deus, que é amor em si mesmo
    • Deus manifestou o seu amor enviando seu Filho unigênito
    • Deus nos amou não porque merecemos, mas porque ele quis
  • [00:21:00]7 O amor ao próximo como reflexo da nossa identidade, intimidade e inspiração em Deus
    • Quem ama é nascido de Deus e conhece a Deus
    • Quem não ama não conhece a Deus e está nas trevas
    • Devemos amar uns aos outros como Deus nos amou.

Por: Adauto Santos, teólogo, professor e colaborador do Blog da FTBB

Enviar Dúvidas ou Comentários